O que são e para que servem os protótipos?

De forma muito resumida, os protótipos servem para fazer testes quando queremos construir um produto e, sobretudo, detetar e resolver erros e obstáculos. No processo de desenvolvimento de um novo produto, encontramos várias fases de testes e revisões, o que implica diferentes tipos de protótipos com diversas características e objetivos. 

Vamos falar dos principais tipos de protótipos utilizados no desenvolvimento de novos produtos, com base no nível de aproximação técnica e de interação, nível de funcionalidade e estética em relação ao produto final. 

Dependendo do nível de complexidade do produto a criar, pode haver vários protótipos diferentes dentro da mesma categoria, para verificar todos os requisitos e garantir que as soluções escolhidas são as melhores possíveis. 

Tipos de Protótipos - Conceção

Tipos de Protótipos

Protótipos de viabilidade e baixa fidelidade

Os protótipos nesta categoria são os mais simples de todo o processo e têm como objetivo consolidar a ideia e transformá-la num conceito de produto.  

Estes tipos de protótipos podem ir desde simples desenhos a modelos físicos, focados em identificar as funções essenciais a implementar. Um protótipo de baixa fidelidade não tem uma aparência próxima à do produto final, servindo apenas para verificar se o conceito é funcional, se os aspetos técnicos e os componentes são compatíveis. Serve, sobretudo, para encontrar o máximo de problemas possível e rapidamente implementar soluções. 

Nesta fase, os protótipos devem explorar várias opções de funcionalidades para o mesmo resultado pretendido (benefício para o utilizador) e com base nos testes seleciona-se as funções que tenham melhores resultados.   

Estes protótipos de baixa fidelidade são menos rigorosos e mais flexíveis. Começam com uma versão básica do que é pretendido, uma representação simples da ideia, e vão sendo alvo de várias revisões até corresponderem aos requisitos mínimos de funcionamento definidos.  

Exemplos de protótipos de baixa a média fidelidade: 

  • Desenhos, diagramas e wireframes 
  • Modelação 3D e simulações 
  • Maquetes, modelos e impressões 3D 
Tipos de Protótipos - Desenhos e esquemas

Os custos de desenvolvimento e revisões são consideravelmente inferiores aos custos de produção e iterações de um protótipo de alta fidelidade, o que torna os protótipos de baixa fidelidade ideais para as fases iniciais de testes de várias ideias. É comum os protótipos de baixa fidelidade serem descartados quando os objetivos dos testes de viabilidade e funcionamento são atingidos.  

Objetivos de protótipos de baixa a média fidelidade:  

  • Testes de Funções e exequibilidade 
  • Identificação de Limitações Técnicas  
  • Prova de Conceito da Tecnologia 
  • Verificação da Proposta de Valor 

Pro Tip: Este tipo de protótipos são os mais comuns para invenções, em que o essencial para um pedido de patente é verificar o funcionamento e resultados da nova tecnologia. As invenções podem, posteriormente, ser desenvolvidas em protótipos de alta fidelidade, mas isto não é um requisito para todas as invenções.

Tipos de Protótipos

Protótipos de alta fidelidade

Os protótipos de alta fidelidade são muito semelhantes ao MVP, apesar de continuarem a ser usados apenas para testes e não para venda ao público.   

Os protótipos de alta fidelidade já apresentam quase todas as funções e elementos estéticos do que se pretende integrar no MVP, são usados para refinar os detalhes do que incluir ou não na versão final, sendo por isso mais dispendiosos do que os protótipos de baixa fidelidade. Ao contrário dos de baixa fidelidade, estes tipos de protótipos já devem ter em conta o método de produção em série do produto final, pois vai influenciar fatores como escolha dos materiais, complexidade de cada peça, dimensões, etc. 

Estes tipos de protótipos podem ser usados para demonstrações a alguns elementos do público-alvo. Estas demonstrações focam-se, geralmente, na deteção de falhas e identificação de elementos a melhorar, não tanto na aceitação ou validação do conceito, e são feitas em contexto real, com algumas limitações – como o tempo de utilização, não estarem todas as funções disponíveis, número máximo de utilizações, etc.  

Exemplos de protótipos de alta fidelidade: 

  • Estágio Beta e Alfa do protótipo 
  • Piloto 
Tipos de Protótipos - Protótipo de alta fidelidade

É com base na informação recolhida ao longo dos testes do protótipo de alta fidelidade e no resultado final das várias iterações deste protótipo que é construído o MVP.  

Objetivos de testes de protótipos de alta fidelidade:  

  • Utilização 
  • Comportamento 
  • Interesse do público 

NOTA: Ainda que estes protótipos possam despertar algum interesse do público, os resultados dos testes de utilização nem sempre são um reflexo da procura no mercado, em particular porque os números conseguidos e o nível de compromisso são geralmente baixos. No entanto, os testes junto do público-alvo são extremamente produtivos na identificação de falhas no protótipo e oportunidades de resposta. Para analisar a procura, são precisos estudos complementares, exposição a um público mais alargado e, sempre que possível, compromissos de aquisição.  

Tipos de Protótipos

Que protótipo preciso para o meu projeto?

O tipo de protótipo vai depender muito do estado de desenvolvimento do projeto e da complexidade do mesmo.  

Quando um projeto está ainda em fase de ideação, desenhos iniciais podem ser suficientes para consolidação do conceito, bem como modelos tridimensionais simples (de papel, plasticina ou impressão 3D). A modelação 3D é uma excelente ferramenta de prototipagem que permite antecipar muitos obstáculos e implementar soluções (com software gratuito como o Blender, ou o que usamos Fusion 360), o que contribui para avançar no desenvolvimento técnico do projeto. 

Se estiver já numa fase posterior, em que as funcionalidades pretendidas estão já confirmadas, um protótipo de alta fiabilidade pode ser o indicado, para testar se a utilização é realmente como idealizado ou se é preciso refinar o protótipo. A produção nesta fase pode já requerer corte maquinado ou moldes simples. 

Tipos de Protótipos - Roadmap
O processo de prototipagem tem várias fases de construção, testes e revisões, que pode influenciar até os princípios do projeto.

Tipos de Protótipos

Recursos adicionais

A prototipagem é um sistema excelente que permite, gradualmente, ir testando e adaptando o projeto até responder aos objetivos e oferecer os benefícios que o público-alvo precisa. 

Para saber mais sobre prototipagem e invenções, recomendamos alguns recursos: 

Estamos disponíveis para o(a) acompanhar no seu projeto. Se tiver dúvidas sobre o processo de prototipagem, não hesite em entrar em contacto com a nossa equipa.